Astenia Cutânea – Hereditary Equine Regional Dermal Asthenia (HERDA)

0

A astenia dérmica regional equina hereditária (do inglês, HERDA) é uma doença de pele genética predominantemente encontrada no Quarto de Milha americano. HERDA é caracterizada por hiperextensão da pele, cicatrizes e lesões crônicas frequentemente encontradas no dorso, membros e pescoço de cavalos afetados. Os potros afetados raramente apresentam sinais ao nascer. A condição ocorre tipicamente por volta de dois anos de idade, mais notavelmente quando o cavalo começa a usar sela. Não há cura, e a maioria dos cavalos diagnosticados são aposentados pelo fato de que eles são incapazes de serem montados. Essa enfermidade tem um modo autossômico recessivo de herança e afeta garanhões e éguas em proporções iguais.

Animais afetados têm a pele solta e que não retorna facilmente à sua posição original, deixando-a elevada quando “beliscada”. A gravidade clínica da doença pode variar de leve, com pele frouxa, hiperextensível, à severa com descamação espontânea da pele e cicatrizes. A pele é fina e propensa a ser lesionada facilmente. Podem também desenvolver-se úlceras, massas espessadas da pele e/ou inchaços.

As alterações do colágeno não se limitam à pele e as propriedades de tensão dos olhos, tendões, ligamentos e vasos sanguíneos também podem ser afetadas pela condição e podem ser mais enfraquecidas ou danificadas pelo exercício repetitivo e intenso.

Lesões na pele por fricção e hematomas são comuns, especialmente em áreas que são facilmente sujeitas a trauma, e estes podem ser dolorosos e causar irritação. A pele pode ser hipersensível, e os cavalos afetados podem sentir desconforto ou dor quando a pele é tocada.

O dignóstico geralmente é realizado com base no histórico (Incluindo histórico genético) e exame físico. A extensibilidade da pele pode ser testada utilizando um índice baseado na medição das características da pele (altura vertical da dobra da pele ÷ comprimento do corpo × 100). A estrutura da pele pode ser examinada histopatologicamente, para identificar alterações anormais na estrutura e quantidade de colágeno na pele. Os cavalos podem ser definitivamente diagnosticados usando um teste de DNA.

Astenia dérmica regional hereditária equina (HERDA) afeta particularmente os cavalos Quarto de Milha que são descendentes de um garanhão específico chamado Poco Bueno.

A triagem genética para essa condição é recomendada para potenciais criações de Quarto de Milha ou com linhagem da raça. A reprodução de dois portadores deve ser evitada, uma vez que é suscetível de produzir animais portadores do gene.

A Associação Brasileira de Quarto de Milha (ABQM) exige que os garanhões reprodutores sejam testados quanto à mutação genética como parte de seu processo de registro.

 

Texto por: Jessyca Gomes Silva – Universidade Brasil – 9° Semestre

Edição e Revisão: Deivisson Aguiar, Médico Veterinário

 

REFERÊNCIAS

RASHMIR-RAVEN, A. Heritable Equine Regional Dermal Asthenia. Veterinary Clinics of North America: Equine Practice, Philadelphia, v.29, n.3, p.689–702, 2013.

TRYON, R.C.; PENEDO, M.C.T.; MCCUE, M.E.; VALBERG, S.J.; MICKELSON, J.R.; FAMULA, T.R.; WAGNER, M.L., JACKSON, M.; HAMILTON, M.J.; NOOTEBOOM, S.; BANNASCH, D.L. (2009) Evaluation of allele frequencies of inherited disease genes in subgroups of American Quarter Horses. Journal of the American Veterinary Medical Association 234: 120–5

THEHORSE.COM. Herda. Disponível em: <http://www.thehorse.com/images/content/hc_herda/1-herda.jpg>. Acesso em: 27 mar. 2017.

UFAW.ORG.UK. Quarter horse hereditary equine regional dermal asthenia. Disponível em: <https://www.ufaw.org.uk/horses/quarter-horse—hereditary-equine-regional-dermal-asthenia>. Acesso em: 27 mar. 2017.

VGL.UCDAVIS.EDU. Herda. Disponível em: <https://www.vgl.ucdavis.edu/services/herda.php>. Acesso em: 27 mar. 2017.

 

você pode gostar também