Diagnóstico da gestação

0

No Brasil, o setor equestre cresce 12% ao ano e em 2015 arrecadou R$ 16 bilhões, segundo o IBGE. Esses dados evidenciam ainda mais a necessidade de um diagnóstico precoce.

Há diferentes formas de diagnóstico, então a melhor escolha será aquela que estiver ao alcance do produtor. No exame clínico de palpação retal, palpa-se o útero através da parede do reto para que seja identificada a alteração no volume assim como o feto e suas membranas, o diagnóstico é feito imediatamente. No exame clínico de ultrassonografia, é possível a visualização dos órgãos, número de fetos, idade fetal e a identificação do sexo (mais facilmente identificado em torno dos 100 dias de gestação), nesse método, o diagnóstico também se faz de forma imediata. O exame imunológico baseia-se na identificação e mensuração dos níveis de substâncias relacionados com o concepto e que são mais encontradas no útero ou ovários que penetram no sangue, na urina ou leite materno. O retorno ao cio é acompanhado em rebanhos com pouca intensidade de manejo e baixa rotatividade econômica. Vários métodos de diagnóstico foram relatados e são utilizados cada um de acordo com a necessidade, embora a ultrassonografia instantânea esteja alcançando a popularidade na utilização pelos produtores, apesar de ter como desvantagem o valor do equipamento. Como todos os testes no início da gestação são passíveis ao erro, um exame sequencial é recomendado para a confirmação da prenhez, principalmente em criações de custo elevado ou com alta incidência de morte embrionária ou fetal.

Autor: Dr. José Alcides de C. M. Ribeiro

você pode gostar também

Pular para a barra de ferramentas