WHEY PROTEIN É BOM PARA CAVALO?

0

O concentrado proteico de soro e leite, também conhecido como Whey Protein ou WPC, ganhou visibilidade na nutrição de equinos nos últimos anos. Tem sido usado como suplemento para atletas e também para recuperação de animais internados.

Porém, por que este composto é bom? Qual sua função e atuação no organismo? E… é bom mesmo para equinos? Tem estudos?

É fato que estudos específicos sobre o seu efeito na nutrição e desempenho de equinos não estão disponíveis facilmente. Então seguiremos por outro caminho, vamos olhar a composição para saber como ela pode atuar no metabolismo baseado em informações de outros mamíferos monogástricos, humanos e roedores

O WPC é, de maneira geral, extraído da porção aquosa que é liberada na produção de queijos, mas também é obtido por outros processos. Sua cor, odor, sabor e composição especifica podem varias de acordo com o tipo de extração, tipo de queijo, raça e alimentação das vacas produtoras do leite.

Mais informações dos produtos clique neste link:https://api.whatsapp.com/send?1=pt_BR&phone=554198382424

As proteínas do soro de leite apresentam um dos maiores valores biológicos quando comparado com outras fontes proteicas. Esta avaliação é feita utilizando -se o índice de Eficiência proteica (PER), como mostra o gráfico. Fonte:(ZUÑIGA, 2003)

O valor nutricional de 100g Whey protein é, em média, de 414kcal, 8g de carboidratos, 7g de gordura e 80g de proteína; do total proteico, 80% é caseína e 20% de proteínas do soro. No perfil proteico do WPC, 21,2% são aminoácidos de cadeia ramificada (BCAA), e suas principais frações proteicas são: beta-lactoglobiluna (BLG), alfa-lactoglobulina (ALA), albumina do soro bovino (ASB), imunoglobulinas (Ig’s) e glicomacropeptídeos (GMP).

A BLG é o peptídeo presente em maior quantidade no WPC, é absorvido no intestino delgado, carrea retinol (pró vitamina A) e possui grande quantidade de BCAA, que favorecem a captação de aminoácidos pelas células e atua na regulação energética, auxiliando na perda de gordura corporal com preservação de massa muscular.

O segundo peptídeo em quantidade é a ALA que tem digestão rápida e fácil, é uma das maiores fontes proteicas de triptofano além de fornecer lisina, leucina, treonina, cistina; possui ainda ação antimicrobiana contra patógenos como Escherichia coli e Staphylococcus aureus. O aminoácido Lucina é considerado o principal responsável pelo aumento de massa muscular, pois atua não apenas na ativação do processo mas também participa da síntese proteica.

O BSA é um precursor de glutationa, um dos mais importantes antioxidantes enzimáticos no organismo. IGs tem como principais funções a imunidade passiva e também atividade antioxidante. Os GMP possuem grande quantidade de aminoácidos essenciais.

Equinos são sensíveis ao tipo de proteína ingerida, ou seja, não é qualquer fonte proteica que é bem absorvida. Proteínas liberadas no intestino grosso, por fermentação, são pouco aproveitadas, o perfil de aminoácidos e o momento de alimentação influenciam na sua utilização metabólica. Para serem bem aproveitados o perfil de aminoácidos deve ser proporcional ao perfil de proteína ideal da espécie, para que forneçam a quantidade certa de aminoácidos essências que são os responsáveis pela formação muscular.

Estudo em humanos demonstraram que atletas suplementados com whey logo após o exercício tiveram aumento significativo de massa muscular quando comparado com o grupo controle não suplementado. Considerando que o perfil de aminoácidos do whey protein é também proporcional à proteína ideal dos equinos, com um grande aporte de leucina, podemos esperar que o efeito muscular em equinos seja semelhante. Estudos com equinos são necessários e serão muito bem-vindos para esclarecer o quanto as essas funcionalidades são efetivas na espécie.

Outra vantagem do WPC é sua rápida absorção no intestino delgado, elevando os níveis plasmáticos de aminoácidos quase imediatamente após a ingestão. Assim, mesmo fornecido junto com o alimento, não compete pela absorção, pois será utilizado enquanto as demais fontes proteicas presentes na ração ainda estão sendo digeridas.

Os Produtos Equisave são altamente tecnológicos e possuem whey protein em sua composição como uma fonte proteica de alta qualidade e fácil utilização.

 

O Equisave fornece aminoácidos prontamente absorvíveis para animais debilitados, com as funções digestivas dificultadas e em balanço energético e proteico negativos.

O Equisave Force oferecido como suplemento diário e também antes e depois de competições fornece energia liberada de forma rápida e gradual, antioxidantes, potência e ainda garante a preservação e aumento muscular. Em resumo, melhor desempenho com recuperação mais rápida e saudável.

Bibliografia

GONZÁLEZ, F. H. D.; CAMPOS, R. Indicadores metabólico-nutricionais do leite. In: I Simpósio de Patologia Clínica Veterinária da Região Sul do Brasil, Anais…2003.

HARAGUCHI, F. K.; DE ABREU, W. C.; DE PAULA, H. Proteínas do soro do leite: Composição, propriedades nutricionais, aplicações no esporte e benefícios para a saúde humana. Revista de Nutricao, v. 19, n. 4, p. 479–488, 2006.

NATIONAL RESEARCH COUNCIL – NRC. Nutrient requirements of horses. 6.ed. Washington: National Academy of Sciences, 2007. 341p.

ZUÑIGA, A. D. G. Estratégia De Purificação Das Proteínas Α-Lactoalbumina E Β-Lactoglobulina Do Soro De Queijo. 2003. Universidade Federal de Viçosa, 2003.

você pode gostar também

Pular para a barra de ferramentas